CIDADES

min de leitura - #

Novo Plano Diretor de Ivaiporã entra em vigor

Da Redação

| Edição de 01 de julho de 2022 | Atualizado em 01 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Novo Plano Diretor de Ivaiporã entra em vigor

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Após um ano e seis meses de trabalho, o Plano Diretor Municipal de Ivaiporã foi aprovado pela Câmara de Vereadores e promulgado na última quinta-feira em solenidade no salão nobre da Prefeitura. O plano foi formulado após realização de quatro audiências públicas e 33 reuniões e oficinas em bairros, além de consultas pela internet e aplicação de formulários, resultando em 10 leis complementares.

O processo de revisão foi desenvolvido empresa Ecotécnica – Tecnologia e Consultoria e coordenado pela diretora do Departamento de Planejamento e Finanças, Carine Daiane da Silva, com apoio do presidente do Conselho do Plano Diretor, Jair Burato que fizeram uma apresentação do plano junto dos prefeitos licenciado e em exercício, Carlos Gil e Marcelo Reis; do diretor do Departamento Municipal de Obras, Bruno Montoro; e da presidente da Câmara de Vereadores, Gertrudes Bernardy.

“É gratificante entregar o Plano Diretor Municipal, após muito trabalho envolvendo diversos profissionais, porque o documento irá nortear o futuro do município”, frisou Carine Daiane da Silva.

Carlos Gil comentou que Ivaiporã é umas das poucas cidades planejadas no Estado, e desejou que se torne modelo pela qualidade de vida, exemplo ambiental e referência em serviços de saúde. 

“O Plano Diretor Municipal foi revisado num prazo recorde e trata-se de um importante documento para a administração municipal”, afirmou Carlos Gil.

Segundo Marcelo Reis, o Plano Diretor é resultado do trabalho da sociedade. “Infelizmente, não foi revisado quando deveria [em 2018]. Faltou iniciativa política, porque o Plano Diretor Municipal atualizado não é benéfico para quem quer tirar vantagens. No entanto, para quem trabalha com seriedade, quer ver a cidade se desenvolver e respeita o princípio da igualdade, o documento é uma Bíblia”, comparou o prefeito em exercício.