CIDADES

min de leitura - #

Paraná acelera vacinação do 2º reforço contra covid

Da Redação

| Edição de 30 de novembro de 2022 | Atualizado em 30 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Paraná acelera vacinação
do 2º reforço contra covid

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A liberação da segunda dose de reforço (R2), ou quarta dose contra a Covid-19, para o público acima de 18 anos, acelerou a imunização no Estado. Os dados são da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) que aponta que desde o último dia 10 – data da ampliação do grupo vacinal - o Paraná vacinou 105.890 pessoas. O número é quase sete vezes maior se comparado aos 20 dias antecedentes à recomendação. A média diária de pessoas vacinadas com a R2 passou de 812 para 5.295, um aumento de 652% na procura para a aplicação da dose. Ainda assim, mais de 4,3 milhões não compareceram aos postos para receber o imunizante.

Para o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, esse aumento é importante, mas o ritmo de vacinação precisa crescer ainda mais, principalmente com a proximidade das festas de fim de ano, época em que normalmente ocorre maior concentração de pessoas. “Neste período do ano há uma tendência maior de aglomeração pelas férias e confraternização entre as pessoas, por isso a vacina se torna um instrumento imprescindível para a segurança da população no combate à Covid-19”, alertou.

De acordo com informações da Rede Nacional de Dados de Saúde (RNDS), disponíveis no Vacinômetro Nacional, foram aplicadas no Paraná 1.529.528 segundas doses de reforço, mas 4.377.056 pessoas ainda não compareceram aos postos de vacinação para receber o imunizante.

Antes do dia 10 de novembro, a R2 estava sendo aplicada apenas em pessoas com 40 anos ou mais e profissionais de saúde. A liberação para o público adulto em geral foi formalizada pela Secretaria da Saúde e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems/PR), por meio da Deliberação nº 254/2022, da Comissão Intergestores Bipartite do Paraná (CIB).

“Reforçamos o pedido à população para que completem o esquema vacinal com todas as doses recomendadas. Não podemos deixar que a falsa sensação de proteção com as primeiras doses nos impeça de continuar com a imunização e, desta forma, aumentarmos a prevenção contra a doença”, reforça Beto Preto.