CIDADES

min de leitura - #

Presos escalam muro e fogem do Minipresídio

Da Redação

| Edição de 18 de outubro de 2022 | Atualizado em 18 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Presos escalam muro e fogem do Minipresídio

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Minipresídio de Apucarana voltou a registrar uma fuga após mais de seis anos. Três detentos conseguiram escapar por volta das 11 de ontem após escalar o muro da unidade durante o banho de sol, atravessar a cerca elétrica e pular sobre um carro estacionado na 15ª Circunscrição de Trânsito (Ciretran), que fica ao lado do complexo prisional. Segundo o Departamento de Polícia Penal do Paraná (Deppen-PR), o Minipresídio não registrava fugas desde o início de 2016. Um preso foi recapturado pela Polícia Militar (PM) ainda no início da tarde de ontem. 

Os detentos – de 24, 28 e 37 anos – estavam no pátio, tomando banho de sol, quando conseguiram escapar. Eles estavam detidos no local pelos crimes de roubo, furto, tráfico de drogas e porte ilegal de armas, segundo apurou a reportagem. A Polícia Penal informou que os servidores do Deppen chegaram a perceber a movimentação dos detentos, mas não conseguiram evitar a fuga. Após subir o muro, eles pularam sobre o carro do chefe da Ciretran, Fernando Garcia Algarte, que estava estacionado do outro lado, e correram em direção ao Horto Municipal. O resultado foi o para-brisa do veículo quebrado. A movimentação dos presos assustou os funcionários da Ciretran. 

Um dos presos foi encontrado pela Polícia Militar na Rua Sussumu Shimura, na região da Vila Santa Helena, no início da tarde. Ele foi denunciado após pedir o telefone emprestado a um pedestre, que estranhou a situação e acionou o 190, número de emergência da PM. 

Os outros dois presos seguiam foragidos até o início da noite desta segunda-feira. A PM pede colaboração dos moradores para que denunciem pelo 190 em caso de suspeita da presença dos fugitivos. 

A Polícia Penal classificou a ocorrência em Apucarana como uma “ação isolada, já que a unidade não registrava fuga desde o início de 2016”. Segundo o órgão, patrulhamentos e rondas foram intensificados durante o dia de ontem, com apoio da PM. “O caso foi registrado e comunicado ao Poder Judiciário e às autoridades policiais”, complementou a assessoria de comunicação do Deppen-PR.