CIDADES

min de leitura - #

Safra aquece vendas de veículos na região

DA REDAÇÃO

| Edição de 13 de agosto de 2020 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Depois de alguns meses difíceis para o varejo por conta da pandemia de coronavírus, o setor de vendas de veículos em Apucarana está novamente em ascensão, embalado principalmente pelo bom desempenho da safra de grãos. Em algumas revendas, o crescimento é o maior em anos. 

Armando Boscardin, proprietário de revendas de veículos em Apucarana e região, afirma que após alguns meses difíceis como março e abril, em que o comércio esteve fechado, a partir de maio, as vendas começaram a reagir e o mês de junho superou as expectativas. “O aquecimento das vendas na nossa região aconteceu principalmente por conta da produtividade agrícola deste ano. Depois de um começo de ano difícil, tivemos o melhor mês de junho em vendas dos últimos 4 anos”, revelou. 
O empresário conta que os veículos seminovos causaram um impacto maior nas vendas, porém, a saída de zero quilômetros também está aquecida. “Creio que a crise maior em relação a economia está no setor de serviços neste momento, porque as vendas já foram retomadas, pelo menos em relação aos veículos. Estamos vendendo muito bem”, afirmou. 
Gerente de uma revenda de automóveis em Apucarana, Lilian Nelhado afirma que as vendas estão indo tão bem, que faltam veículos a pronta entrega. “Estamos aguardando a fábrica enviar alguns modelos que já temos vendido na região. As vendas voltaram a ficar aquecidas assim que houve a reabertura do comércio e a maioria das vendas estão sendo realizadas a vista ou com pouco parcelamento, o que demonstra que o consumidor está com dinheiro, mesmo em meio a este período de pandemia”, observou. 
Para o economista Marcelo Vargas, a boa fase do agronegócio da região pode justificar a boa fase das vendas dos veículos na região. “Com certeza a safra recorde com bons preços ao produtor e a boa fase do agronegócio na região traz esse aquecimento para a economia local, impulsionando as vendas”, considerou.