CIDADES

min de leitura - #

UBS’s abrem no sábado para vacinação

Da Redação

| Edição de 30 de agosto de 2018 | Atualizado em 29 de agosto de 2018

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A Autarquia Municipal de Saúde (AMS), de Apucarana, vai abrir 14 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) neste sábado (1º) para vacinação contra poliomielite e sarampo. A campanha nacional contra as duas doenças encerra na sexta-feira (31), mas a prefeitura, por determinação do prefeito Beto Preto (PSD), estenderá a imunização por mais um dia, atendendo recomendação do Ministério da Saúde. 

“O sábado é um dia em que muitos pais, que trabalham durante a semana, poderão levar seus filhos para vacinar. Esperamos que este dia adicional na campanha ajude a melhorar o índice de vacinação em nossa cidade, que até a última terça-feira (28) estava em 80,23% da meta para a pólio e em 78,56% da meta para o sarampo”, afirma o diretor presidente da AMS, Roberto Kaneta.

Imagem ilustrativa da imagem UBS’s abrem no sábado para vacinação


Até sexta-feira (31), a vacinação pode ser feita nas 23 UBSs que possuem sala de vacina. Já no sábado, ficarão abertas, entre 8 horas e 17 horas para imunizar as crianças, 14 unidades de saúde situadas em regiões estratégicas. São as UBSs Takaiti Myadi, do Núcleo Habitacional Dom Romeu; Maria do Café, no Jardim Ponta Grossa; Antonio Sachelli, no Jardim Colonial; Bolivar Pavão, no Jardim América; Mioji Kogure, Jardim Aclimação; Raul Castilho, no Núcleo Habitacional João Paulo; Pedro Barreto, na Vila Reis;Valter Lazarini, no distrito do Pirapó; Romeu Milani, na Rua Osvaldo Cruz, centro; Eunice Penharbel, Residencial Sumatra; Leopoldo Hartwig Junior, na Vila Nova; Osvaldo Damim, no Jaboti; Emília Cretuchi (CSU), no Parque Bela Vista; e Marcos S. Mascaro, no Núcleo Parigot de Souza.
O público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Paralisia Infantil são crianças de 12 meses a 5 anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias). A campanha tem por objetivo vacinar quem nunca tomou a vacina, completar todo o esquema de vacinação de quem não tomou todas as vacinas e dar uma dose de reforço para quem já se vacinou completamente (ou seja, tomou todas as doses necessárias à proteção).