BISPO DOM CARLOS JOSÉ

min de leitura - #

Romaria Diocesana

Da Redação

| Edição de 04 de janeiro de 2023 | Atualizado em 04 de janeiro de 2023

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Todos os passos dos cristãos devem convergir para voltarmos ao Pai, não porquê sejamos merecedores, mas porquê esse é o desejo de Deus, que voltemos para seus braços, de onde saímos. O caminho até alcançarmos a graça de contemplá-Lo é árduo, exige perseverança, oração, ação, obediência e fé, além de muita coragem para fugir das tentações diárias, cada vez mais sedutoras e enganosas. E, nessa luta constante entre permanecer fiel a Deus e viver neste mundo, nós recorremos Àquela que em tudo e sempre se fez fiel e obediente ao Pai: a Virgem Maria, a Senhora de Lourdes, nossa Padroeira e Mãe Amorosa. Ela, escolhida para ser a Mãe do Salvador é nosso imediato socorro nas horas de aflição e desespero, de dúvidas e tentações. Assim como nas Bodas de Caná Ela interveio carinhosamente pela necessidade dos noivos e familiares, também por nós a Mãe intercede para que não nos falte o vinho da fé e da esperança, da fidelidade e da perseverança para continuarmos rumo à santidade. “Por graça de Deus exaltada depois do Filho acima de todos os anjos e homens, como Mãe Santíssima de Deus, Maria esteve presente nos mistérios de Cristo e é merecidamente honrada com culto especial pela Igreja” (LG nº66). Não temamos amar Maria, pois Cristo, sendo Deus, a amou por primeiro, com todo o seu amor e respeito, como todo filho deve amar uma mãe. Amar Nossa Senhora é, antes de tudo, aceitá-la como nossa Mãe e Rainha do Céu e da terra. Convocados a nos unirmos como peregrinos até a Catedral Nossa Senhora de Lourdes, em Apucarana, sede da Diocese, para vivenciarmos a Quarta Romaria Diocesana dos filhos de Nossa Senhora, já sentimos nossos corações arderem na feliz expectativa do encontro com a Mãe da Graça e da Missão. Já nos é possível antever as graças que serão derramadas dos céus sobre nós, os devotos da querida Mãezinha, que, do Céu, nos olha sempre com carinho e amor. “Nossa Senhora de Lourdes, Mãe da Graça e da Missão, corações ardentes e pés a caminho, convosco queremos seguir nossa vocação.” Essa Quarta Romaria Diocesana tem como base o Ano Vocacional proclamado pela Igreja que compreende o período de 20 de novembro de 2022 a 26 de novembro de 2023, tempo em que todo batizado é chamado a refletir sobre sua vocação pessoal. Bem sabemos, mas não custa nada lembrarmos, que cada um tem um dom especial, uma vocação a ser vivida, um dom a ser colocado em prática, seja na família, na comunidade, na profissão ou na vida consagrada. Esse Dom ou vocação não pode ficar escondido, guardado como uma lâmpada apagada ou escondida debaixo da cama, sem iluminar ou clarear o caminho dos irmãos, ou então, como o sal, fechado em seu pacote, sem dar sabor ou temperar a vida dos que desconhecem Jesus e seu amor. Esse dom precisa ser inflamado, reascendido pelo fogo abrasador do Espírito Santo que faz saltar do coração o desejo de partilhar o que se sabe, ensinar o que se aprendeu, enfim, mostrar aos outros como é bom amar e ser amado por Jesus e Maria. Participar desse momento de Romaria é dar testemunho público de que vale muito a pena ser cristão convicto, obediente aos mandamentos de Deus, sendo fiel filho de Maria Santíssima, num mundo onde os modelos de vida são tão paganizados e desvirtuados por modismos passageiros e sem valores duráveis. Sejamos verdadeiramente Marianos, devotos da Virgem Maria, vocacionados de Nossa Senhora de Lourdes, romeiros alegres e confiantes nas graças que Ela obtém do Filho Amado. Sobre a Romaria, mais detalhes nos próximos artigos. Que o Espírito Santo inflame nosso querer e faça arder nosso coração, para que nossos pés se ponham a caminho da Casa da Mãe. Amém.

MAIS LIDAS