CURISCO NA POLÍTICA

min de leitura - #

Longe de casa

Da Redação

| Edição de 15 de setembro de 2022 | Atualizado em 15 de setembro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Longe de casa

Os candidatos têm que viajar muito nestes últimos 15 dias para buscar votos fora de casa. Na cidade natal o voto é mais barato, pois os candidatos são conhecidos e demandam poucas despesas para a campanha. Mas só os votos do reduto eleitoral não são suficientes para eleição, assim precisam rodar o estado para conquistar mais eleitores.

Número chave

O número mágico para eleger um deputado estadual será de 40 mil votos. Para deputado federal será algo em torno de 100 mil votos. São números difíceis e, quanto mais se precisa, mais difícil fica o voto. O ex- prefeito Biachi dizia na sua época: “ Quem precisa, precisa pedir”.

Eleitores

Segundo dados do TRE, o Paraná tem 8.475.632 eleitores aptos a votar no próximo dia 02 de outubro. Se o número de abstenções for igual ao da última eleição (15,42% ), serão mais de 7 milhões e 200 mil eleitores votando nos 4.768 locais de votação do estado.

Concorrência

632 candidatos disputam as 30 vagas de deputado federal; são 21,06 candidatos por vaga. A concorrência para a Assembleia do Estado é 16,7 candidatos por vaga, pois são 902 candidatos para 54 cadeiras. Com vagas tão concorridas quanto as de concursos públicos e vestibulares, os candidatos terão que se esforçar muito nesta reta final da campanha.

Renata e Anaízes 

As candidatas do PDT de Apucarana, Anaízes Silva, que concorre ao cargo de deputada estadual, e Renata Borges, que almeja uma vaga na Câmara Federal, estão percorrendo toda a cidade e também viajando muito pelo estado para buscar votos. As duas serão bem votadas.