COLUNAS

min de leitura - #

Viaje para dentro de você

Da Redação

| Edição de 06 de outubro de 2022 | Atualizado em 06 de outubro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Podemos dizer que vivemos hoje em uma sociedade rápida, acelerada e ansiosa. As pessoas têm a mente cada vez mais agitada e estressada. Paciência e tolerância as contrariedades da vida estão se tornando artigo de luxo (e pensávamos que a pandemia iria auxiliar a mudança desses comportamentos). Quando o computador demora para iniciar ou até mesmo resolve atualizar, quando o carro da frente resolve estacionar com cautela no horário de rush, são poucos os que não se irritam.

Raras são aquelas pessoas que aprenderam a contemplar a beleza nas pequenas coisas da vida, que conseguem extrair prazer nos momentos mais simples, ou se sentam para aproveitar seu tempo apreciando a vida, dialogando com as pessoas em ambientes tranquilos. Estamos na era da indústria do entretenimento e, paradoxalmente, na era do tédio. As pessoas possuem a sua disposição, com muita facilidade, situações que lhe dão o prazer, a distração, a diversão, mas isso não tem, necessariamente, colaborado para torná-las mais felizes.

É muito triste descobrir que grande parte das pessoas, e de maneira particular os jovens, não sabem ou não conseguem ficar sozinhos, se interiorizar, refletir sobre os detalhes da existência, se curtir, ter um auto diálogo. Falo com propriedade, pois não tiro essa informação apenas dos estudos, mas da minha experiência muito próxima com os jovens. Eles têm uma ampla rede de amigos e colegas nas redes sociais, mas raramente conhecem alguém a fundo e, o que é pior, raramente conhecem a si mesmos de maneira profunda.

Nós, seres humanos, nessa nossa rápida existência, estamos preparados para lidar com as dores, com as perdas, com as frustrações, com as demoras, com o fim? Fomos preparados desde muito cedo para superar os obstáculos que surgem ao longo do caminho com as contrariedades, injustiças, ofensas, humilhações? 

Muitos perdem noites de sono por não saber lidar com as pressões. Por se tornarem vítimas da ansiedade, buscam no consumo suprir uma insatisfação crônica, vivem alucinados em desbravar o mundo de fora, sem ao menos visitar o seu mundo interior. Posso afirmar que essa viagem para o seu eu é demorada, muitas vezes dolorida, angustiante, mas vale tanto a pena.

Desenvolver a habilidade da resiliência é um meio de nos mantermos saudáveis emocionalmente. Quem desenvolve a resiliência aprende a encarar os erros como parte do processo de aprendizagem e amadurecimento, aprende a enfrentar os obstáculos e seguir em frente, tendo o olhar sempre voltado para seus objetivos e não focado no que não querem. Para estar no comando de nossa mente buscando uma vida mais saudável, é realmente essencial desenvolver a resiliência e buscar por você.