ESPORTES

min de leitura - #

Handebol de Apucarana inicia preparação

DA REDAÇÃO

| Edição de 25 de fevereiro de 2022 | Atualizado em 17 de março de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A equipe masculina da Associação de Handebol de Apucarana (Ahanda) voltou aos treinamentos nesta semana visando à temporada 2022. Neste ano o time, que tem o comando do professor Alessandro Ferreira, disputará o Campeonato Paranaense da Série Bronze Adulto e a fase final dos 64º Jogos Abertos do Paraná (JAP’s), em competição que ocorrerá em Apucarana.

De acordo com Alessandro, o time terá a mesma base do ano passado. “Vamos continuar com os mesmos jogadores de 2021, mas deveremos buscar alguns reforços. Estamos na pré-temporada que prossegue até o final de março. O nosso objetivo é lutar para conseguir o acesso no Campeonato Paranaense e tentar fazer uma boa campanha nos JAP’s”, disse o professor Alessandro.
O Campeonato Paranaense iniciará no dia 26 de março e os Jogos Abertos do Paraná serão disputados de 4 a 6 e de 25 a 27 de novembro. No Paranaense, os adversários serão conhecidos nos dias 12 e 13 de março na Assembleia da Liga de Handebol do Paraná. 

Caboclo é afastado em definitivo da CBF
Por 26 votos a zero, Rogério Caboclo foi punido nesta quinta-feira com mais 20 meses de suspensão, e, com isso, está afastado definitivamente do comando da CBF. Uma nova eleição será convocada e um novo presidente será eleito para um mandato que irá até abril do próximo ano. Antes, contudo, um novo imbróglio jurídico precisará ser desfeito.
Isso porque ao mesmo tempo em que os 26 dirigentes estavam reunidos no prédio da CBF para apreciar o parecer da Comissão de Ética que pedia o afastamento de Caboclo, em Brasília o ministro Humberto Martins, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinava que a CBF nomeie interinamente seu diretor mais velho para comandar a entidade.
Seleções descartam visitar Rússia na repescagem da Copa
A invasão da Rússia à Ucrânia nesta quinta-feira também trouxe um grande problema para a Fifa: as seleções do Grupo B da repescagem para a Copa do Mundo, Polônia, Suécia e República Checa, se uniram e oficializaram em documento enviado à entidade serem contrárias à realização de partidas em solo russo no mês de março após os bombardeios.

Sebastian Vettel descarta 
correr na Rússia
Sebastian Vettel não participou da primeira sessão de treinos da pré-temporada da Fórmula 1, em Barcelona, nesta manhã de quinta-feira. Mas fez questão de se posicionar sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia e foi duro em suas declarações. O presidente da associação de pilotos da Fórmula 1 (GPDA) revelou que todos vão se reunir, mas já adiantou que ele não disputará o GP de Sochi, dia 25 de setembro, em protesto por ver “pessoas inocentes perdendo vidas por razões estúpidas”.