GERAL

min de leitura

Comemoração do bicentenário terá show aéreo e desfile na capital

Agência Brasil (via Agência Brasil)

| Edição de 07 de setembro de 2022 | Atualizado em 07 de setembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Comemoração do bicentenário terá show aéreo e desfile na capital

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Hoje (7) completam-se 200 anos do dia em que Dom Pedro I proclamou a Independência do Brasil, separando o país definitivamente de Portugal. O Bicentenário da Independência chega após dois anos sem a realização do tradicional desfile de 7 de Setembro devido às restrições impostas pela pandemia da covid-19. Mas, se em 2020 e 2021 o desfile não pôde ser realizado, hoje haverá uma grande mobilização cívica para celebrar a data.

No primeiro minuto do dia, foi realizada uma apresentação piromusical, com queima de fogos em verde e amarelo no Eixo Monumental, em Brasília. Foram cerca de dois minutos de fogos nas cores da bandeira, que dançavam ao som do Hino da Independência. O foi o evento que anunciou a chegada oficial do Bicentenário da Independência.

Queima de Fogos – 200 Anos de Independência do Brasil na Torre de Televisão em Brasília
Queima de Fogos – 200 Anos de Independência do Brasil na Torre de Televisão em Brasília - Marcello Casal JrAgência Brasil

Desfile

Em Brasília, o desfile na Esplanada dos Ministérios terá início às 9h. A programação inclui apresentações das Forças Armadas, das polícias Militar e Rodoviária Federal, do Corpo de Bombeiros, além da participação dos estudantes dos colégios militares e das escolas públicas do Distrito Federal.

Também participarão do desfile integrantes do Grupamento de Veteranos da 2ª Guerra Mundial, os chamados pracinhas, ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Além deles, o público poderá ver tropas de fuzileiros navais, cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras, representantes de Tropas Especiais da Força Terrestre e cadetes da Academia da Força Aérea (AFA).

Show aéreo

Durante o desfile, paraquedistas militares saltarão no céu de Brasília e entregarão a Bandeira Nacional ao presidente da República. A Marinha do Brasil participa do desfile aéreo com as aeronaves VF-1, recém-modernizadas. A famosa Esquadrilha da Fumaça também fará uma apresentação ao público.

O Exército Brasileiro virá com quatro modelos de helicóptero, enquanto a Força Aérea Brasileira apresentará formações com aeronaves de caça, transporte, reconhecimento e busca e salvamento, com exemplares das mais novas aquisições, além de aviões de instrução da AFA.

Trânsito

O trânsito está fechado nas vias S1 e N1 da Rodoviária do Plano Piloto, passando pela Esplanada dos Ministérios até a via L4 desde ontem (6). Quem for de carro ao desfile terá como opções os estacionamentos do Setor Hoteleiro Norte, do Palácio do Buriti e do Tribunal de Contas do Distrito Federal e Territórios.

A via S2 ficará bloqueada no trecho que passa pelo Supremo Tribunal Federal, Tribunal de Contas da União e Procuradoria-Geral da República até chegar à via L4 Sul, e o fluxo de veículos será desviado para a via S3, na altura do Itamaraty.

Agentes do Departamento de Trânsito do DF farão o controle de travessias de pedestres ao longo do evento, para garantir a segurança dos dispositivos, além de impedir o acesso à área do desfile pela via S1 de veículos de som ou de qualquer outro veículo que possa trazer transtornos ao trânsito e insegurança aos usuários da via.

Está prevista a instalação de uma estrutura chamada Cidade da Segurança em frente ao Museu da República, para ajudar na mobilidade e no apoio das forças de segurança e de outros órgãos. Também será montado um ponto de atendimento médico no local e em outros dois pontos da Esplanada, próximos ao Ministério da Previdência e à Catedral.

A população deve se atentar para os locais de estacionamento permitidos: anexos dos ministérios, plataforma superior da Rodoviária e Setor de Diversões Norte e Sul. Táxi e transporte por aplicativo foram orientados a fazer o desembarque na plataforma superior da Rodoviária.

Segundo a Polícia Militar do DF, está proibido acessar a Esplanada com objetos perfurantes ou cortantes, como vidros, fogos de artifício, hastes para bandeiras e qualquer outro material que possa causar ferimentos. Também está proibido o uso de drones sem autorização no espaço aéreo da Esplanada.