GERAL

min de leitura

Processo de independência teve batalhas e mortes, diz historiador

Agência Brasil (via Agência Brasil)

| Edição de 06 de setembro de 2022 | Atualizado em 06 de setembro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Estudos e teses recentes de historiadores mostram que a Independência do Brasil não foi um processo pacífico, e vários conflitos internos foram travados no país durante a preparação para o processo de independência, explicou hoje (6), em entrevista ao programa A Voz do Brasil, o historiador e secretário Nacional da Diversidade Cultural do Ministério do Turismo, Rafael Nogueira.

Nogueira também falou sobre o acervo histórico da Biblioteca Nacional, que guarda jornais e documentos históricos que traçam o cenário político e cultural do processo de independência.

"Através dos jornais da época é que as notícias - e não só as notícias, mas as ideias - circulavam", explicou o historiador. 

“Foi constatado que havia o hábito de ler em voz alta os jornais. E jornais importantíssimos. Todos eles estão digitalizados e podem ser acessados online”, informou.

Além dos periódicos, correspondências entre Dom João e Dom Pedro, documentos de José Bonifácio e diversos itens ligados a Maria Leopoldina. Toda a documentação histórica pode ser acessada no acervo da ABN Digital.

Assista à entrevista na íntegra: