POLÍTICA

min de leitura - #

Bolsonaro muda de ideia e vai ao debate da Band

Estadão Conteúdo

| Edição de 26 de agosto de 2022 | Atualizado em 26 de agosto de 2022
Imagem descritiva da notícia Bolsonaro muda de ideia e vai ao debate da Band

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), mudou de ideia e agora voltou a considerar ir ao debate da Band com candidatos ao Palácio do Planalto que vai ser realizado neste domingo. O chefe do Executivo tinha decidido faltar ao debate, de acordo com fontes da campanha à reeleição, porque se tornaria o “alvo preferencial” dos outros postulantes ao Palácio do Planalto. Se Bolsonaro comparecer, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também deve ir.

“Devo estar lá domingo, estou batendo o martelo, mas devo ir. Num momento achei que não deveria ir, agora acho que devo ir. Vou ser fuzilado, vão atirar em mim o tempo todo, eu sou um alvo compensador para eles. Mas, acredito que a minha estratégia vai dar certo”, declarou o candidato à reeleição, em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan.

Na avaliação da campanha de Bolsonaro, o presidente pode “perder a cabeça” caso seja provocado pelos adversários no debate. “Qualquer ganho com o debate não superaria o desgaste”, disse um interlocutor do candidato à reeleição. “Eles iriam caprichar em cima do Bolsonaro.”

Essa fonte ressaltou que Ciro Gomes (PDT) tem um tom “debochado” que poderia irritar o chefe do Executivo e lembrou do desempenho de Simone Tebet (MDB) nas discussões da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, realizada no ano passado no Senado

O “QG” bolsonarista vinha discutindo desde terça-feira as vantagens e desvantagens de Bolsonaro comparecer ao debate. Na quarta-feira à noite, de acordo com uma fonte, o presidente já estava inclinado a não ir.

A incerteza aumentou depois da entrevista de Lula ao Jornal Nacional, da TV Globo, na quinta-feira.

Integrantes da campanha de Bolsonaro admitiram que o petista pode ter conquistado eleitores indecisos e reclamaram que Lula teve mais espaço que Bolsonaro. (ESTADÃO CONTEÚDO)