POLÍTICA

min de leitura - #

Brasil vai decidir entre Bolsonaro e Lula em disputa eleitoral acirrada

Fernando Klein

| Edição de 28 de outubro de 2022 | Atualizado em 28 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Brasil vai decidir entre Bolsonaro e Lula em disputa eleitoral acirrada

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Mais de 156 milhões de eleitores voltam às urnas neste domingo para escolher o novo presidente da República na eleição que promete ser a mais acirrada da história recente do Brasil. Pela primeira vez após a redemocratização, a disputa coloca frente a frente o atual mandatário do país em busca da reeleição, Jair Bolsonaro (PL), e um ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que tenta voltar ao poder. 

Em doze estados, os eleitores também vão escolher os novos governadores. Não é o caso do Paraná, onde a votação foi decidida no primeiro turno, com a reeleição do governador Ratinho Junior (PSD) com 69,64% dos votos válidos. Na região, 349.110 eleitores estão aptos para votar. Apucarana, com 94.261 votantes, e Arapongas, com 82.690, são os dois maiores colégios eleitorais. 

A eleição deste domingo é marcada pela rivalidade entre os dois candidatos e também pelo clima tenso envolvendo os eleitores. A campanha foi marcada por denúncias, disseminação de notícias falsas e também agressões entre militantes, com registros, inclusive, de assassinatos por motivação política. 

A disputa, de modo geral, opõe dois modelos distintos de governo. Bolsonaro representa o conservadorismo da direita e a política liberal, que ganhou espaço após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT); enquanto Lula é o protagonista da esquerda, que tem como bandeiras a inclusão social e a maior participação do Estado na gestão pública, mas que acabou perdendo espaço na política nacional após denúncias de corrupção. 

Os dois candidatos chegam às urnas neste domingo com pesquisas mostrando equilíbrio. No primeiro turno, Lula venceu com 48,43% dos votos válidos contra 43,20% de Bolsonaro. As últimas sondagens mostram o petista à frente, mas o resultado é considerado imprevisível por conta da possibilidade do aumento da abstenção, que no primeiro turno ficou em 20,9%. 

PERFIS 

Após várias décadas de uma vida política sem expressividade, Bolsonaro se transformou no primeiro líder da extrema direita eleito no Brasil. Ex-capitão do Exército, o atual presidente de 67 anos defende o regime militar e manteve durante os quatro anos de mandato sua postura de ataques verbais às instituições e aos adversários. 

Já Lula, considerado sepultado politicamente após ser preso durante a Operação Lava Jato, conseguiu recuperar seus direitos políticos e voltou para disputar um terceiro mandato. Com 77 anos completados recentemente, o petista deixou o poder com quase 90% de popularidade, mas acabou sendo considerado o “inimigo número 1” de uma parcela grande da população que ajudou a eleger Bolsonaro por conta dos inúmeros casos de corrupção em seu governo. 

Em 27 municípios da região - 26 do Vale do Ivaí e Arapongas-, Bolsonaro venceu as eleições em 22 e Lula em 5 no primeiro turno, disputado em 2 de outubro.