POLÍTICA

min de leitura - #

César Silvestri vai à Justiça para garantir candidatura ao Senado

Da Redação

| Edição de 05 de agosto de 2022 | Atualizado em 05 de agosto de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O pré-candidato a senador, Cesar Silvestri Filho (PSDB), e a Federação PSDB/Cidadania do Paraná impetraram nesta sexta-feira mandado de segurança junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) contra a decisão da coordenação nacional da federação, que invalidou sua candidatura aprovada em convenção estadual.

A Federação PSDB/Cidadania do Paraná aprovou por unanimidade a candidatura do ex-prefeito de Guarapuava ao Senado. Já o colegiado nacional da Federação vetou a candidatura de César Silvestri Filho e declarou apoio à reeleição do senador Álvaro Dias (Podemos). Nessa negociação, o Podemos passou a apoiar o candidato a governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), que busca a reeleição.

Cesar entende que a federação nacional “desautorizou as lideranças locais, desprestigiando a todos”. Tudo para poder compor alianças que beneficiam apenas outros estados. Para ele, somente o Podemos nacional e os interesses do senador Alvaro Dias foram atendidos.

“Estou indo para a Justiça e vou obter meu cargo. Se o Alvaro quiser me ganhar, que o faça na disputa eleitoral e não no tapetão”, avisou Cesar.

Cesar Silvestri adiantou que seu grupo político não vai apoiar Álvaro Dias. Se eventualmente a decisão do colegiado nacional da Federação PSDB/Cidadania não for revertida na Justiça, ele vai se licenciar do partido e, assim, ficar livre para apoiar outro candidato ao Senado. (EDITORIA DE POLÍTICA