POLÍTICA

min de leitura - #

coluna da Tribuna

DA REDAÇÃO

| Edição de 23 de fevereiro de 2022 | Atualizado em 17 de março de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Sessões de urgência 

O presidente da Câmara de Vereadores de Apucarana, Franciley Preto Godói Poim (PSD), convocou duas sessões extraordinárias para esta quarta-feira, às 9h e às 9h40. A princípio seria para votar apenas o projeto de lei que garante o piso nacional do magistério aos professores da rede municipal em início de carreira. No entanto, outros projetos entraram na pauta do dia, entre os quais, que altera número de vagas nos quadros de professor e assistente infantil; que cria o cargo de assistente de atendimento na Autarquia Municipal de Saúde; e que cria cargos de operador de som, iluminação e imagem no grupo de técnico administrativo.

Morte de pioneiro
O prefeito de Apucarana, Júnior da Femac, manifestou pesar pela morte de José Alécio Toschi Granado, aos 72 anos. Pioneiro no Distrito de Caixa de São Pedro, dedicava-se atualmente à sua propriedade rural, mas trabalhou por muitos anos no Banco do Brasil. O prefeito relata que Granado foi casado com a professora Marisa Berton e era primo de sua mãe, Maria Toschi. “Ele partiu nesta terça-feira após uma longa batalha contra o câncer”, informa. Granado deixa três filhos: Fábio, Gustavo e Elaine, e netos. “Que Deus possa estar fortalecendo a todos neste momento”, disse. Velório ocorre na Capela Mortuária Central e sepultamento será hoje às 9h no Cemitério Cristo Rei.
Aumento em Cambira
A Câmara de Vereadores de Cambira aprovou na sessão ordinária desta segunda-feira projeto de lei encaminhado pelo prefeito Emerson Toledo Pires (MDB), que concede um reajuste complementar de mais 9% nos salários do funcionalismo público municipal. Somando aos 6% aprovados em janeiro, esse ano os funcionários terão aumento de 15% já neste mês de fevereiro. O prefeito Toledo, que acompanhou a sessão, agradeceu aos vereadores pela aprovação unânime do projeto. Segundo ele, “hoje Cambira tem uma gestão municipal que respeita os funcionários públicos”. Professores também já tem garantido o piso nacional de R$ 3,8 mil.

Passaporte adiado
A votação na Comissão de Saúde Pública da Assembleia Legislativa do Paraná do projeto de lei que proíbe a exigência do passaporte da vacina no Estado foi adiada de ontem para hoje, porque o deputado Arilson Chiorato (PT) pediu vistas. Proposta foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e tramita em regime de urgência. Pelo texto, fica proibida a “exigência de documento discriminatório, certidão, atestado, declaração ou de passaporte sanitário comprobatório de vacinação”. O projeto é dos deputados Ricardo Arruda (PSL), Coronel Lee (PSL), Delegado Fernando Martins (PSL), Delegado Jacovós (PL), Soldado Fruet (PROS) e Gilberto Ribeiro (PP).