POLÍTICA

min de leitura - #

Justiça Eleitoral de Apucarana já prepara urnas para votação

Fernando Klein

| Edição de 19 de setembro de 2022 | Atualizado em 19 de setembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Justiça Eleitoral de Apucarana 
já prepara urnas para votação

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O Fórum Eleitoral de Apucarana começou nesta segunda-feira a preparar as urnas eletrônicas para o primeiro turno da eleição, que vai acontecer em 2 de outubro. É a chamada Cerimônia de Carga e Lacração.

Na Comarca, 339 urnas serão preparadas, testadas e lacradas até sexta-feira (23) para, na véspera da eleição, serem distribuídas nas 306 seções de Apucarana, Novo Itacolomi e Cambira. O trabalho deve ser concluído até sexta-feira. Nesta semana, também está prevista a auditoria pública do equipamento. 

A carga e lacração é precedida pela geração de mídias, quando são inseridos os dados das tabelas dos partidos políticos, federações e coligações; eleitoras e eleitores; seções com as respectivas agregações; e candidatas e candidatos (com os respectivos números, nomes indicados na urna e fotografias).

Esse trabalho deve ser finalizado na manhã desta terça-feira, quando começa a carga e lacração das urnas efetivamente. A chefe do Cartório Eleitoral de Apucarana, Andrea Silva Milanin, explica que 33 urnas extras também serão preparadas para alguma emergência ou problema com o equipamento durante a votação.

“Após a lacração, as urnas serão devolvidas para o depósito e retiradas apenas no sábado de manhã, véspera da eleição, pela empresa que venceu a licitação para fazer o transporte, quando então serão levadas aos locais de votação”

Andrea explica que o Fórum Eleitoral vem trabalhando na preparação da eleição desde o começo do ano. “Sempre há um prazo que a gente tem que cumprir. Em 15 de agosto, com o fim dos registros das candidaturas, já começamos a receber denúncias de propaganda irregular; depois fizemos a convocação e o treinamento de mesários, requisição de locais de visitação e agora estamos mexendo com as urnas, e depois vamos trabalhar com os materiais que vão para os locais de votação”, cita.

Em relação às denúncias, ele afirma que o número é pequeno. A chefe do cartório observa que as eleições gerais, como é o caso de 2022, costumam ser mais tranquilas neste aspecto na comparação com as campanhas municipais, que são tradicionalmente mais movimentadas por conta das disputas locais.

Em todo o Estado, mais de 25,8 mil urnas serão preparadas, testadas e lacradas para, na véspera das eleições, serem distribuídas a 4,7 mil locais de votação nos 399 municípios. 

Partidos políticos, federações, coligações, Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) são convocados para acompanhar as cerimônias. Nos atos, os representantes das entidades fiscalizadoras devem conferir os dados das urnas e a integridade e autenticidade dos sistemas eleitorais instalados.