POLÍTICA

min de leitura - #

Justiça Eleitoral faz nova auditoria de urnas eletrônicas em Apucarana

Fernando Klein

| Edição de 18 de outubro de 2022 | Atualizado em 18 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Justiça Eleitoral faz nova auditoria de urnas eletrônicas em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Mais uma vez sem a presença de representantes de partidos políticos ou eleitores, a Justiça Eleitoral de Apucarana realizou nesta terça-feira auditoria das urnas eletrônicas que serão utilizadas no segundo turno das eleições presidenciais, em 30 de outubro, na Comarca. A cerimônia foi conduzida pela chefe do cartório, Andrea Silva Milanin, juntamente com servidores, e foi acompanhada pelo juiz da 28ª Zona Eleitoral, Rogério Tragibo de Campos, e pelo promotor público eleitoral, Eduardo Cabrini. 

A inspeção envolveu a conferência das assinaturas digitais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os eleitores cadastrados nas seções e também os nomes e números dos candidatos que seguem na disputa. Neste dia 30, os eleitores paranaenses vão escolher apenas o presidente da República entre Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O governador Ratinho Junior (PSD) foi reeleito no primeiro turno em 2 de outubro, quando os eleitores também escolheram os novos deputados estaduais, deputados federais e o senador que vai representar o Estado. 

O juiz eleitoral Rogério Tragibo de Campos assegurou que os eleitores da Comarca poderão votar com tranquilidade novamente assim como ocorreu no primeiro turno. “As urnas eletrônicas mostraram mais uma vez que são absolutamente seguras e que não há possibilidade de fraude. O eleitor pode votar com segurança. Todas as auditorias realizadas mostraram isso”, disse. 

Ele lamentou a ausência de representantes de partidos. As auditorias são abertas ao público e, como aconteceu no procedimento realizado no primeiro turno, não houve comparecimento. “Até gostaríamos que os partidos participassem mais, assim como aquelas pessoas que têm interesse em verificar as urnas. Infelizmente, não compareceram, mas isso não vai impedir que façamos as auditorias normalmente”, afirma o magistrado. 

A Comarca tem 103.575 eleitores aptos a votar nas eleições deste ano. São 94.621 em Apucarana, 6.156 em Cambira e 2.798 em Novo Itacolomi. 


Preparação inclui geração de mídia, carga e lacração

Desde a última segunda-feira, o Fórum Eleitoral de Apucarana está preparando as 339 urnas eletrônicas que estarão disponíveis para atender as 306 seções eleitorais de sua abrangência em 30 de outubro. São 33 equipamentos extras. 

O trabalho inclui a geração de mídia, carga e lacração das urnas da Comarca, que engloba, além de Apucarana, os municípios de Cambira e Novo Itacolomi. O procedimento, que deve seguir ainda nesta quarta-feira, pode ser acompanhado por representantes de partidos políticos e cidadãos. 

A repetição do trabalho de geração de mídia, carga e lacração das urnas é necessária para atualizar os dados dos candidatos que seguem em disputa no segundo turno, além das informações sobre o eleitorado e as seções já carregadas no primeiro turno. 

No primeiro turno, em 2 de outubro, seis urnas apresentaram defeito durante a votação na Comarca de Apucarana. Cinco foram substituídas e uma voltou a funcionar após conserto feito pelos técnicos da Justiça Eleitoral. 

Houve também problema na transmissão de dados dos locais de votação por conta de falhas na internet. Por isso, nesse segundo turno, esse processo será feito diretamente do Fórum Eleitoral para garantir a agilidade na apuração. A Justiça Eleitoral reforça que o problema não foi no sistema ou nas urnas, mas na transmissão dos dados.