POLÍTICA

min de leitura - #

Lula vai à posse de Moraes no TSE e pode se encontrar com Bolsonaro

Estadão Conteúdo

| Edição de 15 de agosto de 2022 | Atualizado em 15 de agosto de 2022
Imagem descritiva da notícia Lula vai à posse de Moraes no TSE 
e pode se encontrar com Bolsonaro

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O ministro Alexandre de Moraes toma posse como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em sessão solene que será realizada na noite desta terça-feira. A cerimônia, que também empossará o ministro Ricardo Lewandowski como vice-presidente da Corte, pode marcar o primeiro encontro entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2022.

O petista confirmou sua presença ao TSE nesta segunda-feira, 18. Bolsonaro recebeu o convite para o evento das mãos de Alexandre de Moraes na semana passada. Lula foi convidado para o evento na condição de ex-chefe de Estado. A ex-presidente Dilma Rousseff também confirmou presença no evento.

Alvo de ataques de Bolsonaro e de sua base aliada, Alexandre de Moraes vai suceder o ministro Edson Fachin na presidência do TSE. Ele e Lewandowski foram eleitos para os cargos no dia 14 de junho e vão conduzir as eleições 2022.

Há meses Alexandre dá sinais de como será sua atuação à frente da Corte eleitoral. Em maio, destacou por exemplo que a Justiça Eleitoral vai garantir que cada voto das eleições 2022 não vai sofrer coação de milícias digitais

Na última sessão de julgamento de Fachin à frente do Tribunal Superior Eleitoral, Alexandre de Moraes destacou que o colega de Corte deixou a lição de que ‘democratas não devem se calar perante ofensas’.

“Os democratas não devem se calar perante discriminações e discursos de ódio. Os democratas não devem transigir em seus princípios. Os democratas não devem e não podem aceitar ataques covardes, sejam pessoais ou institucionais, que pretendam corroer as bases da nossa República”, afirmou. (ESTADÃO CONTEÚDO)