POLÍTICA

min de leitura - #

Moro contesta investigação sobre seu domicílio eleitoral

Estadão Conteúdo

| Edição de 17 de maio de 2022 | Atualizado em 17 de maio de 2022
Imagem descritiva da notícia Moro contesta investigação sobre seu domicílio eleitoral

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O ex-juiz Sérgio Moro divulgou um vídeo nesta terça-feira, em que contesta a investigação movida pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) para avaliar se ele cometeu fraude ao mudar seu domicílio eleitoral do Paraná para São Paulo, em abril. Na publicação, ele alega que a “todo momento surge um fato novo” para minar uma possível candidatura sua.

“É sério que essa é a discussão quando tem condenado em três instâncias solto por aí posando de salvador da pátria?”, pergunta em alusão à pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O petista teve os seus processos na Lava Jato anulados no ano passado, após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que Moro foi parcial na condução das ações.

No vídeo, Moro usou um discurso eleitoral para justificar a relação com São Paulo. Como exemplo, ele diz que, quando ministro da Justiça, transferiu os “criminosos mais perigosos” do Estado de presídios estaduais para federais, a fim de coibir crimes. “Foi game over para as lideranças do PCC, que enfraqueceu essa operação e protegeu a população paulista. Isso é só uma amostra do que podemos fazer por esse Estado”, disse.

Segundo o despacho do MP, que requer investigação da Polícia Federal, “o vínculo residencial, social e afetivo” de Moro e de sua mulher, Rosângela Moro, também alvo da ação, seria Curitiba, onde o ex-juiz ficou conhecido pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato. (ESTADÃO CONTEÚDO)