POLÍTICA

min de leitura - #

Procurador da Câmara assume clube de futsal

Da Redação

| Edição de 01 de dezembro de 2022 | Atualizado em 01 de dezembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Procurador da Câmara assume clube de futsal

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Em assembleia realizada na última terça-feira entre diretores e associados da equipe de futebol de salão do Sicoob Danês Apucarana, foi decidido por unanimidade que o advogado e procurador jurídico da Câmara de Vereadores, Danylo Acioli (foto), será o presidente do clube nos próximos dois anos, assumindo o lugar que era comandado por Luís Fernando Milan. O novo presidente comenta que novas ideias serão colocadas em prática com o objetivo de formar um elenco forte para o sonhado acesso à divisão de elite do Paranaense. Segundo ele, novos projetos serão implementados junto com os patrocinadores e apoio do Poder Público Municipal visando o acesso à Chave Ouro do Campeonato Paranaense. Além de procurador da Câmara, Danylo Acioli é empresário e professor universitário.

Diplomação no Paraná 

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) marcou para o próximo dia 19, às 16h30, no Teatro Positivo, em Curitiba, a cerimônia de diplomação dos eleitos no Estado. Com o ato, candidatas e candidatos eleitos no pleito do dia 2 de outubro se habilitam ao exercício do mandato. Serão diplomados governador e vice, senador e suplente, deputados federais e estaduais. A diplomação é uma cerimônia organizada pela Justiça Eleitoral para formalizar a escolha das eleitas e dos eleitos pela maioria dos paranaenses nas urnas. O evento marca o encerramento do processo eleitoral.

Julgamento adiado

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, adiou o julgamento do recurso envolvendo Jocelito Canto e o ex-governador Beto Richa, ambos do PSDB, que estava marcado para ontem. Canto recorreu ao TSE contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE) que rejeitou sua candidatura a deputado federal na última eleição, por ter sido condenado em uma ação civil pública por improbidade administrativa em 2002. Mesmo indeferido, Canto fez 74.348 votos, enquanto Beto Richa, eleito no seu lugar, fez 64.868 votos.

Mais falhas de Moro

A área técnica do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná se manifestou, pela terceira vez, pela reprovação da prestação de contas da campanha eleitoral do senador eleito Sergio Moro (União Brasil). Pelo menos três despesas foram revistas e acatadas pela área técnica: um saque para composição de fundo de caixa no valor de R$ 1.500 e o lançamento de notas fiscais emitidas por dois fornecedores diferentes. Agora, o TRE pode abrir uma investigação mais rigorosa sobre as contas de Moro, que não quis se manifestar sobre o assunto. Moro já havia sido alertado por servidores do TRE sobre a infração.

PL recorre de multa

O Partido Liberal (PL) recorreu nessa quarta-feira da multa de R$ 22,9 milhões imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) após o partido apresentar um relatório contestando os resultados do segundo turno das eleições. O presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, condenou o partido por litigância e má-fé e bloqueou o acesso da legenda ao fundo partidário. No recurso, o partido afirma que “jamais teve a intenção de causar qualquer tumulto ao processo eleitoral brasileiro, muito menos fomentar qualquer tipo de movimento ideológico”. A legenda também afirma que “em nenhum momento” atuou com desprezo à Justiça Eleitoral ou “má-fé processual”.