POLÍTICA

min de leitura - #

Ratinho Jr. se reúne com Executiva do MDB em busca de apoio à reeleição

DA REDAÇÃO

| Edição de 27 de janeiro de 2022 | Atualizado em 17 de fevereiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O governador Ratinho Júnior (PSD) se reuniu na manhã desta terça-feira, em Curitiba, com membros da Executiva do MDB do Paraná. Pré-candidato à reeleição, Ratinho Jr quer o apoio do partido para a disputa pelo Palácio Iguaçu, em outubro. Segundo nota divulgada pela legenda, “as lideranças do MDB foram convidadas pelo governador para ajudá-lo na condução política do Estado”. 

“O MDB fica lisonjeado com o convite, sabemos que somos um partido que pode contribuir muito com o governo, a adesão dos membros da executiva foi de 100%, no entanto, os líderes indicaram o caminho do amplo diálogo com a base do partido, pois política se faz de baixo para cima”, destacou o deputado estadual Anibelli Neto, presidente do MDB do Paraná. 
Durante encontro regional do MDB realizado no final do ano passado, em Apucarana, Anibelli Neto e o primeiro secretário da sigla, deputado federal Sérgio Souza, acenaram que o partido deverá compor com Ratinho Junior nas eleições deste ano. Eles deixaram claro, no entanto, que as conversações ainda dependeriam de decisão das bases do partido em todo o Paraná.
Da reunião da Executiva do MDB, ontem, com Ratinho Junior, participaram também o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto; o secretário da Casa Civil, João Carlos Ortega; o secretário de Agricultura, Norberto Ortigara; e o secretário do Desenvolvimento Urbano, Augustinho Zucchi, além do ex-governador Orlando Pessuti.
Em agosto do ano passado, o ex-governador Roberto Requião deixou o MDB depois de 40 anos, após perder para Anibelli a eleição para a presidência estadual da sigla. Na ocasião, Requião já havia acusado a nova direção da sigla de pretender apoiar a reeleição de Ratinho Jr, em detrimento de uma candidatura própria ao governo. 
Atualmente, Requião busca uma nova sigla para disputar o Palácio Iguaçu. O destino mais provável do ex-governador é o PT, onde ele daria palanque para pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto.