POLÍTICA

min de leitura - #

Sindicato defende mesmo valor nos demais municípios de sua abrangência

DA REDAÇÃO

| Edição de 01 de fevereiro de 2022 | Atualizado em 17 de fevereiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Os procuradores jurídicos do Sindspa, Fabiana Gonçalves e Sérgio Luiz Barroso, enalteceram o diálogo aberto que o sindicato mantém com a Prefeitura de Apucarana e adiantaram que a mesma demanda será defendida pela entidade junto aos outros municípios da base sindical. “Vamos nos reunir com os gestores de Rio Bom, Marilândia do Sul e Cruzmaltina para solicitar a implementação do novo piso nacional, bem como a elevação linear da tabela de remuneração de todos os profissionais do magistério”, afirmou Barroso. 

Na semana passada, o prefeito Júnior da Femac já havia garantido aos sindicalistas o compromisso de manter o pagamento do piso salarial nacional a todos os 213 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e 64 Agentes de Combate às Endemias (ACE) lotados na Autarquia Municipal de Saúde (AMS). “Apucarana irá pagar de forma integral o piso nacional a nossos agentes já na folha salarial de fevereiro”, disse o prefeito à ocasião. 
Os recursos para remuneração dos profissionais são garantidos no Orçamento da União. A atualização monetária do piso nacional é feita anualmente pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde (MS), mas nem todos os municípios brasileiros acompanham.

MAIS LIDAS