CIDADES

min de leitura - #

Dermatologistas fazem mutirão para detectar câncer de pele

Fernanda Neme

| Edição de 01 de dezembro de 2022 | Atualizado em 01 de dezembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Dermatologistas fazem mutirão para detectar câncer de pele

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Quinze dermatologistas de Apucarana e região atendem a população gratuitamente amanhã (3), durante a 22ª edição da Campanha do Câncer da Pele. Coordenada na cidade pelo médico Alfredo Bacciotti, a atividade será realizada na Autarquia Municipal de Saúde (AMS), das 9 às 15 horas, e marca a chegada do ‘Dezembro Laranja’. A ação é nacional e promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia. 

“Quem for até o local será atendido por ordem de chegada e de forma gratuita. A campanha vai atender todas as pessoas e de todas as idades. Teremos muitos especialistas para cuidar de toda população durante todo o dia”, comenta o dermatologista Alfredo Bacciotti de Lima

Na última campanha realizada em 2019, antes do começo da pandemia, conforme o médico, foram diagnosticados cinco casos de melanoma, tipo de câncer da pele que pode causar metástase e levar à morte em até seis meses. “Esses diagnósticos já valeram a campanha de 2019. Além disso, todos casos mais graves serão resolvidos gratuitamente pela nossa equipe”, observa o dermatologista. 

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), todos os anos surgem 176 mil casos de câncer da pele, o de maior incidência no país. 

“Se diagnosticado no começo, a chance de cura é de 90%. O câncer é traiçoeiro porque não dói e ele se inicia como se fosse uma espinha e depois de um tempo pode sangrar”, explica o especialista.

O médico diz que a principal causa de câncer da pele é a exposição excessiva e sem proteção ao sol. A orientação é para aplicar protetor solar diariamente, usar óculos escuros com proteção UVA e UVB, usar camiseta e chapéu e evitar o sol das 10 às 16 horas. (FERNANDA NEME)