CIDADES

min de leitura - #

Encenação da Paixão de Cristo deve reunir 20 mil pessoas em Arapongas

Silvia Vilarinho

| Edição de 08 de abril de 2022 | Atualizado em 08 de abril de 2022
Imagem descritiva da notícia Encenação da Paixão de Cristo deve reunir 20 mil pessoas em Arapongas

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Após dois anos, o Parque das Nações de Arapongas - tradicional palco do maior espetáculo religioso realizado na região - deve receber neste domingo cerca de 20 mil pessoas, fora o público que vai acompanhar online, o retorno da encenação da Paixão de Cristo do grupo Mãe do Céu. Expectativa do elenco é grande, são 700 voluntários envolvidos, entre atores, equipe técnica e que atuam nos bastidores.

Para marcar o retorno, o grupo Mãe do Céu preparou grandes novidades, como um palco maior do que o das últimas edições. Segundo o grupo, o clima nos bastidores é de reestreia. “Estamos com muita expectativa, com uma equipe dedicada e percebemos também, através das redes sociais e pelos comentários na cidade, que as pessoas também estão ansiosas por esse momento. Esse ano uma das novidades é o nosso palco, que é bem maior. Aestrutura é praticamente o triplo do que usávamos antes. Após 22 anos, teremos também um novo intérprete de Jesus “, disse Hellen Caroline Canton, coordenadora do teatro.

Hellen já participa do grupo há 14 anos e disse que o período que eles ficaram sem apresentar serviu para a preparação. “Ficamos dois anos parados. Em 2020, com tudo pronto, faltando 15 dias para a apresentação tivemos que cancelar tudo. Em 2021 não tivemos apresentação por causa da pandemia, ficamos em silêncio, em total oração, em preparação para esse ano “, comenta. 

A apresentação está marcada para começar às 19h30, no Parque das Nações. “Pedimos para que as pessoas cheguem mais cedo, para pegar seus lugares. Sabemos que caravanas de outras cidades e até do Mato Grosso”, explica. 

Uma das novidades que mais chama atenção é a mudança no intérprete de Jesus Cristo, interpretado até então pelo comerciante Luiz Vechiatto, responsável ´pelo papel durante 22 anos. O bastão foi passado adiante para o representante comercial Anderson Rodrigues, de 38 anos, que está no grupo teatral há 16 anos e já interpretou outros personagens relevantes como João Batista, Pedro, Judas Iscariotes, Fariseu e Caifás. Ele diz que as expectativas são as melhores e que quer entregar o melhor de si para resgatar a atmosfera de Jerusalém de dois mil anos atrás. “Não quero aparecer, quero que as pessoas vejam Jesus”, ressalta.