CIDADES

min de leitura - #

Incêndios ambientais disparam na área do 11º GB

Fernanda Neme

| Edição de 26 de julho de 2022 | Atualizado em 26 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Incêndios ambientais disparam na área do 11º GB

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Sem chuva significativa desde o mês passado, os incêndios em vegetações se multiplicaram nas últimas semanas na região. Em junho, o 11º Grupamento de Bombeiros (GB), de Apucarana, registrou, nos 14 municípios de atuação, 11 queimadas. Em contrapartida, até a tarde de ontem, o número cresceu mais de 400%, subindo para 57 situações com acompanhamento do Corpo de Bombeiros. 

Os registros, pesquisados junto ao sistema online de ocorrências do Corpo de Bombeiros do Paraná, também mostram crescimento de casos no município sede. 

Em Apucarana, em junho, os bombeiros atenderam cinco ocorrências. No entanto, só até esta terça (26), o número subiu para 23 queimadas na cidade. 

“É um número alto de atendimentos e preocupante. Sejam conscientes e não iniciem as chamas. É importante que as pessoas tenham consciência de que elas são responsáveis por essas queimadas. Por isso, mantenham os terrenos limpos e sem mato alto. A vegetação alta ajuda a propagar o fogo nesta época de seca”, explica a tenente Ana Paula Inácio de Oliveira Zanlorenzi, do Corpo de Bombeiros de Apucarana. 

Além disso, conforme Ana Paula, os incêndios florestais são crimes ambientais e devem ser denunciados. “Caso alguém veja outra pessoa colocando fogo em vegetação, procure a Secretaria do Meio Ambiente e denuncie. Não tenha medo. Seja consciente e não dê início à essa chama”, observa.

Quem provoca um incêndio florestal, mesmo sem intenção, está cometendo um crime e pode ser penalizado com reclusão de dois a quatro anos e multa que varia entre R$ 5 mil e R$ 50 milhões, dependendo do número de hectares afetados pelo fogo e dos danos causados à fauna e à flora.

O risco de incêndios ambientais não se restringe à região. Todo estado está em alerta vermelho. Uma campanha de prevenção e combate aos incêndios florestais foi lançado no último dia 19 justamente para alertar a população. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros do Paraná, 9 em cada 10 incêndios são provocados por irresponsabilidade humana. (FERNANDA NEME)