CIDADES

min de leitura - #

Ivaiporã anuncia concorrência pública para concessão de lotes industriais

Da Redação

| Edição de 13 de setembro de 2022 | Atualizado em 13 de setembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Ivaiporã anuncia concorrência pública
para concessão de lotes industriais

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

A Prefeitura de Ivaiporã vai conceder 29 lotes industriais para empresas interessadas em investir no município. A licitação para concessão de uso – e posterior doação - será realizada no próximo dia 27 e foi anunciada ontem pelo prefeito em exercício Marcelo Reis.

Segundo a prefeitura, a cessão vai ocorrer por concorrência pública do tipo melhor técnica e envolve áreas em dois Parques Industriais instalados na PR-466 na região que vem recebendo uma série de investimentos em logística com a construção do Trevo Ouro Verde e o Parque de Exposições, este previsto para inaugurar em novembro de 2023 com a volta da Expovale. 

Segundo o diretor do Departamento Municipal de Indústria, Comércio, Turismo, Agronegócio, Tecnologia e Inovação, Alex Fonseca, o Parque Industrial I, que tem mais de 52,5 mil m², dispõe de áreas entre 1.042,43 m² e 3.665,95 m², enquanto o Parque Industrial II, que tem 100,9 mil m², oferece áreas de 1.830,80 m² a 7.323,20 m². 

O prazo da cessão será de 60 meses da assinatura do contrato e a doação definitiva ocorre após expedição de análise do cumprimento pelo Departamento de Indústria e Comércio, e o Conselho Especial de Planejamento, Implantação e Acompanhamento Industrial de Ivaiporã. 

“O nosso objetivo é incentivar a instalação de empresas em Ivaiporã, visando o desenvolvimento e a geração de emprego e renda. Trata-se da meta 35 do nosso plano de governo, desenvolvida por meio do Departamento Municipal de Indústria e Comércio, cumprindo as mencionadas leis. Portanto, Ivaiporã terá uma grande vitrine: Parques Industriais I e II”, explicou o prefeito em exercício Marcelo Reis. 

INCENTIVO

Além da cessão de terrenos, a Lei 1940/2011 concede outros estímulos às empresas como isenção da Taxa de Licença para execução da obra; isenção da Taxa de Licença para localização do estabelecimento, bem como a renovação anual, previstas no Código Tributário Municipal; e isenção do IPTU, Taxa de Coleta de Lixo e do ITBI. Em contrapartida, as empresas se comprometem em gerar empregos no município – um dos critérios mais importantes. 

“Aquelas áreas foram projetadas na 1ª gestão do prefeito Carlos Gil para se desenvolver. Com a concessão de lotes vamos impulsionar o município, fortalecer os indicadores econômicos e mantê-lo entre aqueles que mais geram empregos na região”, declarou o secretário Alex Fonseca.