CIDADES

min de leitura - #

Ligações de energia crescem mais de 17%

Renan Vallim

| Edição de 24 de agosto de 2018 | Atualizado em 25 de janeiro de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

As ligações de energia em imóveis de Apucarana aumentaram 17,4% em sete anos, de acordo com a Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel). A empresa apontou que, entre 2010 e 2017, foram mais de 8,2 mil novas ligações registradas no município, fazendo com que o consumo crescesse 10% no período. O aumento de unidades consumidoras fez com que fosse necessária a ampliação dos investimentos na cidade.

Imagem ilustrativa da imagem Ligações de energia crescem mais de 17%

O número de ligações de energia na cidade aumentou de 47.601 para 55.886 nos sete anos em questão. Boa parte deste crescimento se deve à inauguração de novos bairros, loteamentos e residenciais na cidade, como os residenciais Jaçanã e Sumatra. Só estes dois bairros somam mais de 1 mil residências, que foram inauguradas durante o período em questão.
Com este crescimento no número de unidades consumidoras e na própria dimensão da cidade, o consumo de energia de elétrica no município de Apucarana teve um crescimento da ordem de 10%, passando de 282.395 Megawatt-hora (MWh) para 310.729 MWh. São 28.334 MWh a mais, no comparativo de 2010 com 2017.
Para fazer frente a esse aumento na demanda por energia, a Copel investiu R$ 32 milhões em obras na cidade. Deste valor, a maior parte, aproximadamente R$ 17 milhões, foi destinada a ampliações e reforços da rede de energia elétrica para atendimento direto a consumidores urbanos e rurais. A ampliação das subestações Apucarana e Cristo Rei absorveu outros R$ 11 milhões. Houve, ainda, investimentos ligados a programas sociais, como o Luz para Todos e a Irrigação Noturna, além de melhorias de infraestrutura no sistema elétrico de 34,5 mil volts, que dá suporte ao atendimento regional. 

SUBESTAÇÃO
O gerente da Agência Apucarana, Ayres Augusto Gonçalves Junior, destaca entre as obras realizadas a troca dos transformadores na subestação Apucarana e a instalação de equipamentos religadores nas redes de distribuição em áreas rurais. “São intervenções que estão tornando o sistema elétrico da região mais robusto e moderno, diminuindo a frequência e a duração dos desligamentos”, avalia.
Nos últimos quatro anos, a frequência dos desligamentos diminuiu 23,3% na área de concessão atendida pela Copel, enquanto a duração das interrupções no fornecimento reduziu 25,2%.