CIDADES

min de leitura - #

Mais um município do Vale enfrenta epidemia de dengue

Adriana Savicki

| Edição de 21 de junho de 2022 | Atualizado em 21 de junho de 2022
Imagem descritiva da notícia Mais um município do Vale enfrenta epidemia de dengue

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Após mais que dobrar o número de casos positivos de dengue em uma semana, o município de Jandaia do Sul é o oitavo da região a enfrentar epidemia de dengue. Segundo números do boletim semanal de controle epidemiológico da doença, divulgado ontem pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o município soma 170 confirmações - na semana anterior eram 57 - e há 187 casos suspeitos em análise. 

Com os novos casos, Jandaia do Sul atingiu índice de 623,35 casos para cada 100 mil habitantes. Considera-se epidemia quando o índice é superior a 300 casos para cada 100 mil habitantes. 

Dos 17 municípios da área da 16ª Regional de Saúde (RS) de Apucarana, oito estão em epidemia. O município com maior número de casos de dengue confirmados é Arapongas (2.617), seguido de Marumbi (698). Também estão em epidemia Bom Sucesso (82), Borrazópolis (35), Faxinal (121), Grandes Rios (56) e Sabáudia (59). 

Em toda regional, foram registrados 405 novos casos da doença na última semana, passando de 3.741 no boletim anterior para 4.146. Outros municípios da região com casos confirmados são Apucarana (237), Califórnia (4), Cambira (13), Novo Itacolomi (2), Mauá da Serra (5), Marilândia do Sul (30) e Kaloré (10).

PARANÁ

O boletim semanal da dengue, publicado ontem pela Secretaria de Estado da Saúde, confirma mais oito mortes em decorrência da doença, aumentando para 59 o número total de óbitos no Paraná. Os dados são do 43º Informe Epidemiológico, do novo período sazonal da doença, que iniciou no dia 1º de agosto e deve seguir até julho de 2022.

As pessoas que faleceram tinham entre 61 e 91 anos. Eram sete homens e uma mulher. Elas residiam em Medianeira (2), Cascavel (2), Maringá (1), Assis Chateaubriand (1), Formosa do Oeste (1) e Toledo (1). Os óbitos ocorreram entre 24 de abril e 2 de junho de 2022.

O informe registra 104.592 confirmações de casos no Paraná. São 7.636 a mais em comparação com a semana passada. 

“Nossas equipes seguem em alerta e combatendo o vetor Aedes aegypti em todas as regiões do Paraná, realizando ações de combate, além de capacitações e orientações a todos os profissionais de saúde para o enfrentamento da dengue. É importante que a população busque atendimento nos serviços de saúde em caso de sintomas de dengue e evite automedicação”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, César Neves