CIDADES

min de leitura - #

Presos de Arapongas são transferidos para a PEL III

DA REDAÇÃO

| Edição de 08 de março de 2022 | Atualizado em 17 de março de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Sessenta presos da cadeia pública de Arapongas foram transferidos na manhã de ontem, para a nova unidade da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL III). Cerca de 200 detentos ainda permanecem na cadeia que, segundo o secretário Municipal de Segurança e Trânsito,Paulo Sérgio Argati, devem ser deslocados a Londrina até o final deste mês. Após ser esvaziado o prédio da cadeia será demolido.
Argati informou que o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR) optou por fazer a transferência, pois o prédio da cadeia pública de Arapongas não tinha mais condições de abrigar detentos.
“O local não era o ideal é não comportava mais os presos, estava com sua capacidade máxima, já tinha passado da hora de ser desativado. Com a construção do Centro de Detenção Provisória (CDP), esses presos que foram transferidos para a cadeia nova de Londrina, devem retornar para o município assim que a obra do nosso CDP for finalizada”, explicou o secretário.
Os detentos devem retornar para a cidade após a conclusão do Centro de Detenção Provisória (CDP), em fase de construção na Zona Sul da cidade, uma obra de R$ 7,3 milhões em parceria com o governo estadual. 
Ainda de acordo com Argati, o prédio da cadeia deve ser demolido ainda este mês, logo após todos os detentos serem transferidos para a PEL.  
“Assim que concluir as transferências, o prédio será demolido e a prefeitura vai usar o espaço para outros fins. Essa transferência, esse momento é um alívio, pois a cadeia realmente estava em condições desumanas para os detentos e para quem trabalhava lá”, finaliza.
Uma grande operação conjunta entre a Polícia Militar, Depen, Guarda Municipal e Polícia Rodoviária Federal (PRF), com apoio do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMoa), foi mobilizada para a transferência dos presos para a Pel. 
O chefe regional do Depen em Londrina, Nilton Garcia, explica que a transferência de presos deve ser feita por etapas, e que nesta primeira fase a programação é retirar 160 presos da cadeia de Arapongas. “O objetivo é cumprir o que a Secretaria de Justiça anunciou que é desativar a cadeia e aguardar a construção do CDO”, informou Garcia.

MARILÂNDIA DO SUL
Na região há outra cadeia que será desativada ainda neste ano, a de Marilândia do Sul que possui cerca de 30 presos. O chefe regional do depen confirmou que a transferência dos presos para a Pel também está na programação, contudo, ainda não há data definida.