CIDADES

min de leitura - #

Valor pago das diárias para leitos de psiquiatria aumenta 40% no Paraná

DA REDAÇÃO

| Edição de 22 de fevereiro de 2022 | Atualizado em 17 de março de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Com foco em melhorar o atendimento à saúde mental no Paraná, o Governo do Estado autorizou o incremento de 40% no valor pago das diárias para leitos de psiquiatria ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A mudança foi oficializada ontem pelo governador em exercício Darci Piana, em cerimônia no Palácio Iguaçu na companhia do secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A medida vai beneficiar o Hospital Regional do Vale  do Ivaí, em Jandaia do Sul, que possui 296 leitos e mais outros 10 hospitais das cidades de Campo Largo, Curitiba, Loanda, Londrina, Maringá, Piraquara, Rolândia, Umuarama e União da Vitória, e representa um investimento anual de R$ 12 milhões a mais por ano – valor que pode ser ainda maior de acordo com o aumento no número de atendimentos. A rede de psiquiatria estadual conta atualmente com 1.667 leitos.
“Estamos fazendo a atualização das diárias, uma medida mais que necessária em razão da defasagem desses valores. Sabemos que não vai resolver completamente o problema, que depende da participação ativa do governo federal, mas ajudará bastante”, destacou Piana. “A saúde é prioridade no Paraná e uma obstinação do governador Ratinho Junior”, acrescentou.
Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto explicou que com a alteração nos valores o Paraná passa a destinar para a área praticamente o mesmo valor ofertado pelo Ministério da Saúde. A previsão, disse ele, é que em 2022 os recursos federais para a manutenção dos leitos sejam de R$ 50,8 milhões, com a contrapartida estadual totalizando R$ 46,3 milhões.
“É praticamente um por um. Estamos enfrentando de frente a questão da saúde mental, um gargalo do SUS. São quase 1,7 mil leitos de psiquiatria disponíveis no Estado e não podemos deixar que nenhum seja fechado, por isso o investimento”, afirmou. “O paciente com algum tipo de distúrbio psiquiátrico merece um atendimento diferenciado e justo, precisamos estar preparados”, completou o secretário. Com o aporte, a diária de adultos por nível de habitação, por exemplo, passa de R$ 49,70 para R$ 69,58 (nível I).
Em 2021, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), foram realizados 25.573 atendimentos nesses leitos, somando R$ 75 milhões pagos – R$ 43,4 milhões subsidiados com recursos federais e R$ 31,5 milhões de complementação do Estado.
Em 2022, com o incremento nas diárias, estima-se que o número de atendimentos passe de 30 mil, com custo total de R$ 97,2 milhões, sendo R$ 46,3 milhões do Estado. “A luta é árdua, mas vamos conseguir manter os hospitais abertos”, reforçou o diretor do hospital regional do Vale do Ivaí, em Jandaia do Sul, José Roberto Campaner. 
O prefeito de Jandaia do Sul, Lauro Junior, também participou da solenidade em Curitiba.