ESPORTES

min de leitura

Presidente da Liga sugere implementação de desafio do VAR no Campeonato Italiano

(via Agência Estado)

| Edição de 10 de maio de 2022 | Atualizado em 10 de maio de 2022

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O árbitro de vídeo foi alvo de reclamações de Roma, Spezia e Bologna nas últimas rodadas do Campeonato Italiano, com marcações controversas e questionáveis. O técnico José Mourinho, por exemplo, ficou indignado com pênalti para a Fiorentina diante da Roma. Para acabar com as polêmicas, Lorenzo Casini, presidente da Liga Italiana, sugeriu nesta terça-feira que fosse instaurado o "desafio" do VAR no campeonato.

Na visão do dirigente, o recurso serviria para acabar com possíveis injustiças. Seria o mesmo que ocorre no vôlei, no qual cada técnico tem duas possibilidades de revisões por set. Casini sugeriu, mas não deu mais detalhes sobre como funcionaria a novidade.

"Acredito que devemos discutir melhorias", afirmou Casini ao programa de TV La Politica nel Pallone. "Uma que eu acho razoável é o desafio", enfatizou o dirigente, convicto que seria a melhor ideia para acabar com os questionamentos sobre a arbitragem.

"Dar, mesmo que apenas uma ou duas vezes, a cada equipe a chance de assistir novamente a uma ação específica. Acho que seria um sinal de abertura que não deve causar muitos problemas dentro das partidas.", continuou. "Acho que o equívoco básico é que o VAR não é câmera lenta, ao mesmo tempo que, na percepção do público, pretendia ser usado como câmera lenta em campo e não como mera assistência ao árbitro."

De acordo com o ex-árbitro Luca Marelli, comentarista da DAZN Marelli, essas mudanças só poderiam ser instaladas daqui duas temporadas, pois o protocolo de regras para a edição 2022/23 do Campeonato Italiano já está definido e não poderia ser mexido.