ELEIÇÕES 2022

min de leitura - #

Paulo Vital diz estar preparado para assumir a Assembleia Legislativa

Da Redação

| Edição de 01 de outubro de 2022 | Atualizado em 01 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Paulo Vital diz estar preparado para assumir a Assembleia Legislativa

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O vice-prefeito de Apucarana e candidato a deputado estadual, Paulo Vital (PSD), fez ontem uma avaliação bastante positiva da sua campanha eleitoral. “Foi uma campanha curta, mas muito intensa, onde utilizamos todos meios possíveis para ir ao encontro dos eleitores, seja em reuniões nas casas, nas empresas, nas caminhadas e ainda por meio da imprensa e das redes sociais”, comentou Vital. 

Ele disse que agora restam poucas horas para a eleição. E que, neste momento, manifesta de coração a sua gratidão a todas as famílias que o receberam em suas casas, aos empresários e trabalhadores com quem conversou nas empresas e, enfim, a todos os apucaranenses que lhe deram atenção nessa campanha. “Aproveito ainda para reforçar novamente o momento histórico de Apucarana que, depois de décadas, tem a oportunidade de eleger um deputado estadual e um federal, com Paulo Vital e Beto Preto, respectivamente. Nossa cidade não pode deixar de lutar e acreditar nessa força política para nos representar e garantir muitas conquistas, incluindo recursos, obras e programas”, pondera Vital.

Nos últimos dias, o candidato a deputado estadual por Apucarana e região recebeu duas manifestações de apoio especiais. Uma do Governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), e outra do apresentador de televisão Ratinho, que recomendaram voto em Vital, para que seja o deputado estadual de Apucarana e região. 

“Me sinto bem preparado para representar Apucarana e região em Curitiba, na Assembleia Legislativa do Estado. Atuei como procurador geral do Município por oito anos e agora participo diretamente da gestão capitaneada pelo prefeito Junior da Femac, como vice-prefeito”, conclui Paulo Vital. (EDITORIA DE POLÍTICA)