POLÍTICA

min de leitura - #

Prefeitos da Amuvi aprovam carta de reivindicações do Vale do Ivaí

Edison Costa

| Edição de 08 de julho de 2022 | Atualizado em 08 de julho de 2022
Imagem descritiva da notícia Prefeitos da Amuvi aprovam carta de reivindicações do Vale do Ivaí

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Reunidos nesta sexta-feira na sede da entidade, em Apucarana, prefeitos que integram a Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) concluíram e aprovaram a chamada “Carta de Compromissos” contendo uma série de reivindicações do Vale do Ivaí. Cópias do documento serão entregues ao governador Ratinho Junior (PSD) e a todos os pré-candidatos que vão disputar o governo do Paraná nas eleições de outubro deste ano, assim como pré-candidatos a deputado e a senador que mantiverem contato com a região em busca de votos.

O presidente da Amuvi, prefeito Luiz Carlos Gil (PSD), de Ivaiporã, aproveitou a presença do senador Alvaro Dias (Podemos) e já lhe entregou uma cópia do documento, pedindo apoio na liberação de recursos federais para execução dos projetos. Nos próximos dias a carta será entregue ao governador Ratinho Junior numa reunião que está sendo agendada no Vale do Ivaí.

Do conteúdo da carta constam ações que contemplam a região nas áreas de rodovias, recape e pavimentação, terceiras faixas, construção de pontes e viadutos, segurança, educação, transporte escolar, saúde, saneamento básico, industrialização e turismo.

Entre esses pedidos constam a construção de um viaduto em Jandaia do Sul, construção da Universidade Federal em Jandaia do Sul, transformação da Companhia Independente da Polícia Militar de Ivaiporã em Batalhão, integrações intermunicipais como a construção de ponte sobre o Rio Corumbataí entre Godoy Moreira e Barbosa Ferraz, ponte no Rio Ivaí entre Jardim Alegre e Grandes Rios, pavimentação da estrada ligando Borrazópolis a Porto Ubá e da estrada ligando Rio Branco do Ivaí a Cândido de Abreu.

Alvaro Dias assumiu o compromisso de olhar com atenção especial e buscar atendimento às reivindicações do Vale do Ivaí dentro das suas atribuições como senador. “É fundamental fazer a leitura das prioridades e vocês fazem isso buscando o desenvolvimento do Vale do Ivaí”, afirmou. Segundo ele, é difícil para um senador apresentar emendas para cada município, mas que é possível fazer isso através de associações ou consórcios.

Na carta da Amuvi, há reivindicações de todos os municípios. O prefeito de Apucarana, Junior da Femac (PSD), por exemplo, propõe a conclusão do asfalto na PR-352 (Rodovia Irineu Sacchelli), que liga Apucarana a Londrina via Distrito de Correia de Freitas, e a estadualização da rodovia Apucarana/Rio Bom.


Gestores questionam repasse de encargos e redução de ICMS

A Amuvi também fez outros pedidos ao senador Alvaro Dias, entre elas, que não se crie mais despesas para os municípios sem indicar fontes ou contrapartida de recursos do governo federal ou estadual. 

“Nós estamos no pior do mundo, aumentando as despesas e reduzindo a nossa receita, com isso se reduz recurso para a educação, a saúde e daqui a algum tempo podem os serviços serem comprometidos e não terem a qualidade e eficiência que têm hoje. Nossa luta é para que isso não ocorra”, afirmou o presidente da Amuvi, Carlos Gil.

Já o prefeito de Apucarana, Junior da Femac, questionou as medidas recentes do governo federal que vão acarretar perdas de recursos para os municípios, impactando especialmente a cota-parte de ICMS das prefeituras, como no caso dos combustíveis. “O governo federal promete compensar os municípios, mas ainda não existe clareza em relação à fonte de recursos para compensar essas perdas”, disse Alvaro Dias.

O senador lembra que a redução do ICMS afeta combustíveis, energia elétrica, transportes coletivos e comunicações. “A redução foi para beneficiar o consumidor, no entanto é um benefício pequeno e transitório, pois não é uma medida definitiva. Nós precisamos trabalhar com medidas a longo prazo, como por exemplo defender refinarias brasileiras, sem precisar refinar o petróleo fora”, argumenta.