POLÍTICA

min de leitura - #

Proposta de mudança de sede da Amuvi gera debate entre lideranças

Fernando Klein

| Edição de 10 de novembro de 2022 | Atualizado em 10 de novembro de 2022
Imagem descritiva da notícia Proposta de mudança de sede da Amuvi gera debate entre lideranças

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

O prefeito de Ivaiporã, Luiz Carlos Gil (PSD), presidente da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi), reagiu ontem às declarações do presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Apucarana (Acia), Wanderlei Faganello, que criticou a proposta de mudança da sede da Amuvi de Apucarana para Borrazópolis. Carlos Gil rebateu o argumento de Faganello de que Apucarana é a cidade polo da região e, por isso, a associação deveria permanecer no atual endereço. Segundo o presidente da Amuvi, Ivaiporã também é um centro administrativo do Vale. 

Ontem, o presidente da Câmara de Apucarana, Franciley Preto Godoi Poim (PSD), também entrou na polêmica. Ele criticou a mudança de sede para Borrazópolis e afirmou que a proposta “apenas gera divisão entre os municípios”. (Veja no box)

A discussão começou com a publicação de um edital de convocação para uma assembleia geral extraordinária, que seria realizada ontem em Borrazópolis. O encontro aconteceria na Fazenda Ilha, pertencente ao presidente da associação municipalista. É justamente nesse local que Carlos Gil defende a construção da nova sede da Amuvi, em uma área de 8 mil m² que seria doada por ele para o projeto. 

O município de Apucarana entrou na Justiça e conseguiu uma liminar suspendendo a assembleia após apontar erros no edital de convocação. A Amuvi decidiu não recorrer e informou que remarcará a assembleia para Apucarana, em data ainda a ser anunciada. 

O presidente da associação reafirmou ontem que a sede atual não comporta as reuniões e trabalhos desenvolvidos pelos prefeitos dos 26 municípios que compõem a entidade. Por isso, a necessidade da construção de novas instalações. 

Carlos Gil rebateu o presidente da Acia, Wanderlei Faganello, que alega que Apucarana é a cidade polo do Vale do Ivaí, que concentra órgãos do Governo do Estado e da União. “Mas a Amuvi tem dois polos administrativos: Apucarana e Ivaiporã. Metade dos municípios da Amuvi utiliza o polo administrativo de Ivaiporã e a outra metade usa o polo administrativo de Apucarana. Ambos os municípios são polos nas áreas da agricultura, comércio, educação, serviços e da saúde, por exemplo”. 

Segundo afirmou Wanderlei Faganello à Tribuna, a população do Vale do Ivaí utiliza o Cisvir (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ivaí e Região), Hospital da Providência, Núcleo Regional da Educação, sindicatos patronais e de operários, entre outros serviços.

“Em Ivaiporã, a população do Vale do Ivaí utiliza o Consórcio Intermunicipal de Saúde da 22ª Regional de Saúde, Hospital Regional, Instituto de Saúde Bom Jesus, Instituto Lucena Sanchez [Hospital Maternidade], clínicas médicas, Núcleo Regional de Educação, Sindicato dos Empregados no Comércio de Ivaiporã e Região, Sindicato do Comércio Varejista de Ivaiporã e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ivaiporã, que também atende outros municípios. Sem mencionar a variedade de escritórios regionais”, pontuou Carlos Gil. 

Presidente da Câmara é contra mudança 

Presidente da Câmara de Apucarana, o vereador Franciley Preto Godoi Poim (PSD) criticou ontem a proposta de transferir a sede da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) para Borrazópolis. Segundo ele, Apucarana é a principal referência do Vale. “Não há sentido em transferir a sede para outro município”, opina. 

Segundo Poim, a proposta de levar a sede para Borrazópolis não deveria ser prioridade. “É algo que apenas gera divisão entre os municípios e o momento deveria ser de união, de buscar unir esforços para o crescimento de toda a região”, pondera o vereador apucaranense. 

Segundo ele, a Amuvi deveria priorizar projetos de fortalecimento regional, principalmente voltados aos pequenos municípios. “É preciso unir forças e buscar alternativas para o desenvolvimento conjunto”, completa. 

A sede da Amuvi em Apucarana foi adquirida em 1998 na Travessa Carlos Krizanosvki, nas proximidades do Espaço das Feiras. Antes, a associação funcionou por 15 anos no município de Jandaia do Sul.