CIDADES

min de leitura - #

Apucarana vai vacinar contra a polio em mercados, shopping e CMEIs

Da Redação

| Edição de 04 de outubro de 2022 | Atualizado em 04 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Apucarana vai vacinar contra a polio
em mercados, shopping e CMEIs

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Além de prorrogar a campanha de vacinação contra a poliomielite até dia 31 de outubro, a Saúde de Apucarana definiu estratégias de busca ativa para aumentar a cobertura vacinal no município. O prefeito Junior da Femac e o secretário municipal da saúde Emídio Bachiega também anunciaram na manhã de ontem que durante o mês da criança a Autarquia Municipal de Saúde vai disponibilizar a vacina da polio em locais com grande fluxo de pessoas.

“No Brasil a campanha de vacinação da polio encerrou no dia 30 de setembro, mas aqui em Apucarana essa imunização vai continuar. Nos próximos quatro sábados de outubro, dias 8, 15, 22 e 29, teremos equipes de vacinação contra paralisia infantil em mercados e no Shopping Centronorte, de 10 horas às 17 horas. E no domingo haverá imunização da polio no Espaço das Feiras, de 9 horas às 12 horas”, detalha Junior da Femac.

Ainda durante a semana equipes volantes de vacinação irão percorrer os 23 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), num trabalho de abordagem os pais no momento de entrada e saída dos alunos. “Não vamos medir esforços para proteger nossas crianças da paralisia infantil. Pais não deixem de realizar esse gesto de amor com seus filhos”, apela o prefeito, lembrando que no dia 3 de setembro, um sábado, já foi realizada vacinação da polio em 23 CMEIs da cidade.

O secretario Bachiega lembra ainda que a vacina da polio continua à disposição em 26 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), de segunda-feira a sexta-feira. Desde o início das campanhas de vacinação, no dia 8 de agosto, Apucarana imunizou 4.957 crianças com idade entre 12 meses e 5 anos incompletos (4 anos e 11 meses) contra a paralisia infantil, o que representa 71,39% da cobertura vacinal do público-alvo de 6.944. O percentual preconizado pelo Ministério da Saúde é de 95%.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) alerta sobre a importância e o benefício da vacinação, para evitar a reintrodução do vírus da poliomielite, uma vez que o Brasil recebeu o certificado de eliminação da doença em 1994.

A poliomielite, que não tem cura, é uma doença contagiosa em que o vírus destrói partes do sistema nervoso, causando paralisias irreversíveis em questão de horas nas pernas ou braços. A vacinação é a principal forma de prevenção.