CIDADES

min de leitura - #

Mulheres respondem por mais de 67% dos microcréditos em Apucarana

Da Redação

| Edição de 27 de outubro de 2022 | Atualizado em 27 de outubro de 2022
Imagem descritiva da notícia Mulheres respondem por mais de 67% dos microcréditos em Apucarana

Fique por dentro do que acontece em Apucarana, Arapongas e região, assine a Tribuna do Norte.

Entre o dia 2 de janeiro e 26 de outubro, Apucarana concedeu mais de R$1,8 milhão em microcréditos a pequenos empreendimentos. A maior fatia dos recursos, segundo relatório divulgado ontem pela Secretaria Municipal da Fazenda, foi contratada por iniciativas encabeçadas por mulheres, totalizando R$1,2 milhão, o que corresponde a 67,23% do total de financiamentos liberados.

No período, 156 contratos foram assinados dentro dos programas de fomento “Microcrédito Fácil” (54) e “Banco da Mulher Paranaense” (102). Ao analisar os resultados, o prefeito Júnior da Femac frisou que o banco é uma parceria com o Governo do Estado, através da Fomento Paraná, que tem estimulado o empreendedorismo feminino e gerado emprego e renda a milhares de pessoas em todo o Estado.

“Tem sido notório o crescimento do empreendedorismo feminino em todo o Brasil, o que é bastante positivo para a economia e para a elevação da qualidade de vida das famílias. Recente levantamento feito pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) apontou que cerca de 10 milhões de mulheres empreendem no Brasil e, tendo em vista o montante significativo de microcréditos já liberados neste ano pela agência do Banco da Mulher Paranaense, verifica-se que Apucarana acompanha esta tendência de crescimento”, destaca o prefeito Júnior da Femac.

A agência local do Banco da Mulher Paranaense, responsável pela contratação da maior parte de microcréditos no ano no município, funciona desde janeiro no térreo do prédio da Prefeitura de Apucarana, com um guichê de atendimento exclusivo. Ofertado empréstimos entre R$1 mil e R$20 mil com taxas de juros menores que as praticadas pelos bancos convencionais, período de carência e pagamento parcelado em até 60 meses.

Segundo a agente de crédito da Fomento Paraná em Apucarana, Edi Arcas Aquino, é possível financiar investimentos como obras de construção, reformas, aquisição de maquinário, equipamentos, mobiliário, layout e capital de giro. “O valor do crédito liberado varia conforme o tempo de atividade da empreendedora”, pontua Edi. Ainda de acordo com ela, além de todas as atividades de MEI (microempreendedor individual), empreendedoras informais também podem pleitear microcrédito pelo banco, desde que a atividade seja permitida ao MEI. “Temos crédito para modernizar ou ampliar as atividades em negócios na indústria, comércio ou serviços, cujo faturamento anual seja de até R$ 360 mil”, esclarece a agente de crédito.